Frango, ovo, milho e inflação em janeiro de 2018



Responsável pelo acompanhamento mensal dos preços que resultam no IGP-DI, a própria Fundação Getúlio Vargas destaca: entre os cinco produtos que, ao nível do produtor, concorreram para que a inflação de janeiro de 2018 recuasse em relação ao mês anterior estão os dois produtos da avicultura, aves e ovos (os outros três foram soja em grão, leite in natura e carne bovina; mas o maior retrocesso foi registrado pelo ovo).

Em janeiro, o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) apresentou incremento de 0,58% em relação a dezembro, mês em que o índice havia aumentado 0,74%. Mas frango e ovo apresentaram desempenho inverso: o frango (vivo) sofreu queda de quase 5% em relação ao mês anterior; o ovo, de mais de 16%.

O fraquíssimo desempenho do ovo, aliás, é o que mais chama a atenção. Pois completou sete meses consecutivos de queda de preço. O que levou o produto a alcançar, em janeiro, valor menos de 180% superior ao registrado em meados de 1994, quando o real tornou-se o padrão monetário brasileiro. Como, nesse mesmo espaço de tempo a inflação acumulada (IGP-DI) ficou próxima de 555%, o preço do ovo em janeiro ficou, percentualmente, a apenas um terço da inflação. Ou 375,14 pontos percentuais abaixo do IGP-DI.

Embora não muito melhor, o frango vivo segue apresentando comportamento sofrível. Sua cotação, em janeiro, correspondeu a uma variação de 328,21% sobre 1994. Assim, ficou mais de 225 pontos percentuais aquém da inflação medida pelo IGP-DI. Além disso, após nove meses consecutivos, registra evolução menor que a do milho, que acumula variação superior a 350%.

Mas, voltando ao ovo, observe-se que nos seis meses decorridos entre março e agosto de 2017 apresentou índices de evolução de preços superiores aos do frango vivo, uma ocorrência rara no setor. Mas isso se perdeu a partir de setembro – embora o frango vivo não tenha registrado grande valorização desde então.

 

 

Fonte: AviSite

 




Mais Notícias
Crédito rural: necessário manter e inovar 14/08/2018

Crédito rural: necessário manter e inovar

Desde a década de 1960, o Crédito Rural tornou-se importante instrumento de apoio ao desenvolvimento do setor primário, assegurando recursos destinados a custeio, investimento ou comercialização
Arrozeiros cobram soluções para problemas históricos da lavoura gaúcha 14/08/2018

Arrozeiros cobram soluções para problemas históricos da lavoura gaúcha

Audiência pública realizada na Assembleia Legislativa apresentou temas prioritários que serão encaminhados aos candidatos ao governo gaúcho
Projeto recupera pastagens em Minas Gerais 14/08/2018

Projeto recupera pastagens em Minas Gerais

As ações desenvolvidas pelo projeto ABC Cerrado têm contribuído para o avanço sustentável da pecuária de leite e de corte em Minas Gerais, incluindo a recuperação de cerca de 15 mil hectares de pastagens degradadas
Trigo: Oferta mundial da 2018/19 deve cair frente à temporada anterior 14/08/2018

Trigo: Oferta mundial da 2018/19 deve cair frente à temporada anterior

A oferta mundial de trigo da safra 2018/19 deve ser menor que a da anterior, enquanto o consumo pode crescer. Esse contexto pode pressionar a relação estoque/consumo e elevar os preços no médio prazo
Capital Nacional do Leite reúne o que há de melhor no setor durante o Agroleite 2018 14/08/2018

Capital Nacional do Leite reúne o que há de melhor no setor durante o Agroleite 2018

Entre os pontos altos do evento estão o Troféu Agroleite, a Trilha do Leite, o Torneio Leiteiro e os seminários e fóruns para troca de conhecimentos
Alface: Vendas enfraquecidas pressionam cotações em MG 14/08/2018

Alface: Vendas enfraquecidas pressionam cotações em MG

Com a comercialização de folhosas na região de Mário Campo (MG) ainda baixa, os preços registraram nova queda entre 6 e 10 de agosto.

Rua Pedro Celestino, 1802 - 2º Andar - Salas 23/26 - Telefone (67) 3022-4247 - CEP 79.002-371, Campo Grande/MS
Agrotvnews - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por