Apicultores colhem uma das melhores safras de mel



As condições climáticas favoráveis que marcaram a primavera e o verão, influenciaram diretamente e proporcionaram excelentes floradas e, com isso, após algumas safras com quebra, os apicultores de Venâncio Aires registram uma safra cheia na primeira colheita do ano, que foi encerrada ainda em abril. A segunda ocorre nos meses da primavera. Como as floradas foram excelentes, não faltou o néctar para as abelhas produzirem o mel e segundo os próprios apicultores, esta é talvez, uma das melhores safras já colhidas.

Com uma casa de mel localizada na Vila Deodoro, o casal Vilson e Cléria Posselt Schlosser, conta com um total de 250 colmeias, que renderam em média, 22 quilos por caixa. Além disso, eles colheram um mel de excelente qualidade e com alta taxa de glicose. 'O que também influenciou para a excelente qualidade do mel foi que o colhemos com tempo bom, temperaturas altas, e com isso, ele também não pegou umidade', salienta Schlosser.

Outros mercados

As vendas estão dentro da normalidade, bem como o preço. Porém, o que está freando a atividade, segundo Schlosser, é que o fato dos apicultores não conseguirem vender para mercados fora de Venâncio Aires, mesmo que o Município já tenha aderido ao Susaf. Schlosser adianta que está adequando a sua Casa do Mel para atender as exigências do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf) e do Serviço de Inspeção Municipal (SIM).

Quem também está satisfeito com a colheita é o presidente da Associação Venâncio-airense de Apicultores (AVA), Luciano Quintana de Carvalho, que tem a sua agroindústria familiar de mel localizada em Canto do Cedro. Ele confirma que colheu em média, mais de 25 quilos por caixa. 'É um resultado que nos surpreendeu porque faz muitas safras que não colhíamos tanto por caixa', observa. Carvalho informa que já adequou a sua agroindústria às exigências legais do Susaf e do SIM e acredita que nos próximos dias, esteja autorizado para comercializar mel para mercados fora do município. Com isso, ele será o primeiro apicultor a vender mel para fora de Venâncio Aires, uma conquista após anos de lutas.

R$ 17 é o preço praticado pela AVA quando o mel é vendido em baldes de cinco quilos.

R$ 18 é o preço do quilo quando a comercialização ocorrer em potes de um quilo.

16 é o número atual de associados da AVA.

 

 

Fonte: FOLHA DO MATE

 




Mais Notícias
Crédito rural: necessário manter e inovar 14/08/2018

Crédito rural: necessário manter e inovar

Desde a década de 1960, o Crédito Rural tornou-se importante instrumento de apoio ao desenvolvimento do setor primário, assegurando recursos destinados a custeio, investimento ou comercialização
Arrozeiros cobram soluções para problemas históricos da lavoura gaúcha 14/08/2018

Arrozeiros cobram soluções para problemas históricos da lavoura gaúcha

Audiência pública realizada na Assembleia Legislativa apresentou temas prioritários que serão encaminhados aos candidatos ao governo gaúcho
Projeto recupera pastagens em Minas Gerais 14/08/2018

Projeto recupera pastagens em Minas Gerais

As ações desenvolvidas pelo projeto ABC Cerrado têm contribuído para o avanço sustentável da pecuária de leite e de corte em Minas Gerais, incluindo a recuperação de cerca de 15 mil hectares de pastagens degradadas
Trigo: Oferta mundial da 2018/19 deve cair frente à temporada anterior 14/08/2018

Trigo: Oferta mundial da 2018/19 deve cair frente à temporada anterior

A oferta mundial de trigo da safra 2018/19 deve ser menor que a da anterior, enquanto o consumo pode crescer. Esse contexto pode pressionar a relação estoque/consumo e elevar os preços no médio prazo
Capital Nacional do Leite reúne o que há de melhor no setor durante o Agroleite 2018 14/08/2018

Capital Nacional do Leite reúne o que há de melhor no setor durante o Agroleite 2018

Entre os pontos altos do evento estão o Troféu Agroleite, a Trilha do Leite, o Torneio Leiteiro e os seminários e fóruns para troca de conhecimentos
Alface: Vendas enfraquecidas pressionam cotações em MG 14/08/2018

Alface: Vendas enfraquecidas pressionam cotações em MG

Com a comercialização de folhosas na região de Mário Campo (MG) ainda baixa, os preços registraram nova queda entre 6 e 10 de agosto.

Rua Pedro Celestino, 1802 - 2º Andar - Salas 23/26 - Telefone (67) 3022-4247 - CEP 79.002-371, Campo Grande/MS
Agrotvnews - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por