AgroGeral

Especialistas veem mercado do açúcar mais equilibrado em 2019

Segundo Daniel Rohr, executivo de pesquisas de marketing da Enerfo Sugar do Brasil, clima e preços ainda depreciados para o açúcar devem impactar negativamente a produção global como um todo.

Reunidos no primeiro dia da Conferência DATAGRO, especialistas do setor afirmam enxergar um mercado de açúcar mais equilibrado em 2019, com uma ligeira tendência de déficit, devido a previsões de queda na produção de importantes países produtores – especialmente na Ásia – e consumo mundial crescendo, ainda que em ritmo menor.

Segundo Daniel Rohr, executivo de pesquisas de marketing da Enerfo Sugar do Brasil, clima e preços ainda depreciados para o açúcar devem impactar negativamente a produção global como um todo.

Por sua vez, de acordo com Mariangela Grola, gerente de inteligência de mercado da Raízen, a produção de açúcar na temporada 2019/20 depende, claro, ainda de muitos fatores, especialmente em relação ao preço do petróleo, que influencia diretamente o do etanol, e consequentemente o mix de produção das usinas.

“Os fundamentos do mercado apontam para tendência de alta nos preços do petróleo”, disse Mariangela, o que pode , endereçar uma maior produção de etanol no mercado doméstico, reduzindo a de açúcar.

Luciana Torresan, gerente de inteligência de mercado na Bunge, diz também enxergar um mercado mais equilibrado em 2019, mas com um excedente de açúcar de aproximadamente 4,5 milhões de toneladas a ser desovado ao longo do ano. A executiva também acredita que o preço do petróleo deverá se manter consistente em 2019, o que deverá dar suporte ao mercado de etanol.

Ademais, Helder Gosling, diretor comercial da usina São Martinho, pontuou que os subsídios praticados por países competidores do Brasil permanecem como um grave problema para o mercado.

 

Fonte: DATAGRO

Artigos relacionados

Fechar